14 de abril de 2010

Fundamental criar uma SAD para o Varzim

Avançar com uma SAD (Sociedade Anónima Desportiva) será uma solução para os problemas do Varzim?
Possivelmente vamos ter de fazer esse processo. É uma forma rápida de fazer aparecer uma verba extraordinária e uma manerira de se proteger o patrimonio do Varzim. Não há nada a perder na constituição da SAD, pois ela ficaria com o lado profissional do futebol, mas todo o património fica no clube. Já fizemos reuniões, temos decomentação sobre este processo, mas entendemos que nada deve ser feito sem uma decisão da Assembleia Geral do Varzim. A SAD só será viável se a Câmara Municipal da Póvoa de Varzim for parceira. Se não poder ou quiser vamos esquecer este assunto, pelo menos para já.

E já falou desse assunto com a autarquia para saber da sua aderência?
Não oficialmente, fi-lo apenas de forma informal, e penso que as pessoas estão a pensar no assunto. Mas isto merece ser oficializado, com uma carta de intenções.

Qual seria o investimento da autarquia na SAD?
O mínimo de capital social obrigatório para a SAD é de 500 mil euros. Para o Varzim é benéfico ter um milhão de euros, e a participação da autarquia seria de 20 por cento, portano 200 mil euros. Uma verba que a câmara daria apenas uma vez comprando acções da sociedade, podendo, por isso, contiinuar com o contrato programa para a formação, já que uma coisa não anula a outra. Se a Câmara aderir, sabemos que se pode, com maior credibilidade, "bater á porta" de outros 10 ou 20 investidores.

Será um projecto para quem o suceder?
Sim, e o conselho de que é fundamental implementá-lo. Mas que não restam dúvidas de que a SAD não é um instrumento para ter um presidente fundamental pago. O Varzim não tem condições para remunerar um presidente de SAD. Aliás, em Portugal só há dois clubes que o tem. Obviamente que terá de ter pessoal a nível da Administração, mas são quadros que actualmente já temos e não iria acrescentar em nada a despesa.

Retirado do Jornal "O Varzim"

5 comentários:

Ponta Esquecida disse...

Uma SAD parece-me uma solução óbvia para os clubes em Portugal.

O que geralmente acontece é que o clube passa a deter mais de 50% da SAD para poder ter controlo sobre esta, e a SAD passa a participar nas competições, sendo que o clube fica com o património. Penso que em termos gerais é isto que acontece.

Ora, assim sendo, se o projecto aponta para um capital de 1 milhão de euros, se o clube deve ter uma participação superior a 50% e, segundo o presidente, a Câmara "entrar" com 200 mil euros, sobram 300 mil para possíveis investidores.

Numa lógica de Sociedade Anónima Desportiva, no panorama português, em que o objectivo é não dar prejuizo, não vislumbro assim à partida quem poderá estar interessado em investir no Varzim.

Os sócios comuns? Mesmo que com boa vontade a quantidade de acções que cada um poderia comprar, seria apenas a titulo simbólico.

Um exemplo: O Benfica na altura da constituição da SAD vendeu acções a 5euros. Hoje em dia valem cerca de 3,5 euros. Ora não há nenhum accionista que preveja obtenção de lucro. Praticamente todos se moveram pela paixão clubistica.

Sendo que estamos numa altura de "vacas magras", será dificil ao Varzim atrair investidores mesmo que com a "garantia" da Câmara.

O dossier do estádio vem baralhar ainda mais esta equação. Gostaria de conhecer qual seria a fórmula que o presidente optaria para a constituição da SAD. De que lado fica o estádio actual, SAD ou clube?
De quem seria a responsabilidade de construção do novo estádio, SAD ou clube?

Sendo que defendo a constituição da SAD, temo que a fazê-lo nesta altura apenas serviria para encobrir e não resolver os problemas do clube.

É a minha opinião, com as incorrecções técnicas, que admito, possa ter.

PFGFR disse...

Eu por natureza desconfio das SADs, lembram-me o Alverca, entre outros clubes que acabaram na falência pouco depois de as terem constituído. Mas, se não houver alternativa viável, venha ela.

Anónimo disse...

Sobre a SAD acho que so se deve ter se for necessario e pelo que me parece é necessario entao força!

So espero é que nao haja nada depois no futuro que nos "lixe"!

Anónimo disse...

As Sad servem para as empresas, não para os clubes de futebol.

Anónimo disse...

lopinhos poe te a milhas ja cheiras mal.... E leva contigo todos os papas jantares Carlos Costas e afins...