3 de dezembro de 2009

Há quem não tenha dinheiro para comer


Em função da crise de tesouraria em que continua mergulhado o Varzim, e numa altura em que o diálogo entre a Direcção e a equipa é praticamente inexistente, estalou em definitivo o verniz no balneário do clube. Cansados de promessas por cumprir e dos sucessivos adiamentos na regularização dos salários, os jogadores equacionam a melhor forma de pressionar os dirigentes, estando em aberto a possibilidade de uma rescisão colectiva, algo que será hoje discutido pelo grupo de trabalho. Mas, e caso essa medida não recolha unanimidade, alguns jogadores ponderam avançar sozinhos para a rescisão de contrato. Por pagar continuam os salários de Setembro e Outubro, assim como verbas da época anterior, descontando os mil euros pagos, na passada semana, a cada jogador. Em suma, e contando que Novembro está prestes a ficar em falta, alguns dos elementos do plantel têm quatro meses por receber, sendo que os casos mais complicados de gerir até são de jogadores que chegaram esta temporada ao clube. Tem valido a solidariedade entre o grupo e o facto de a maioria ser natural da Póvoa de Varzim, mas a verdade é que as dificuldades chegam ao ponto de não haver dinheiro para gasolina nem sequer alimentação. Uma situação que se repete de outras épocas e que tem provocado natural desgaste nos mais antigos, num grupo em que até alguns dos jogadores emprestados, os que são pagos pelo Varzim, estão em dificuldades.

Refira-se que, para as eleições agendadas para dia 9 de Janeiro, Virgílio Constantino, actual líder do conselho fiscal, que entrou em rota de colisão com Lopes de Castro, presidente da Direcção, é o único nome aventado.

IN O JOGO

4 comentários:

Anónimo disse...

Isto é uma vergonha.

Os sócios que se juntem todos e mandem este presidente embora.

O clube é dos sócios, todos juntos temos poder para mandar esta cambada embora.

Anónimo disse...

Quando esta "cambada" lá chegou havia 5 meses de salario em atraso...isto para além de dividas a antigos atletas e à segurança social e fisco...neste momento o Varzim atravessa grandes d
dificuldades é verdade, mas também são alguns os devedores do varzim.abram os olhos isto ja esteve bem pior.e esta "cambada" tem feito de tudo para resolver os problemas do NOSSO clube, prejudicando por vezes as suas vidas pessoais em prol do Varzim.e ainda tem de enfrentar alguns anti-corpos na cidade.ao autor do blog aconselho a fazer alguns artigos de opiniao propria en ao apenas recortes de jornais.abraços varzinistas

lobos do mar disse...

vou tentar fazer isso.


OBRIGADO POR VISITAR ESTE BLOG

SAUDAÇÕES VARZINISTAS

Anónimo disse...

anónimo és um broco então este não era o homem que tinha 2 ou 3 milhões para injectar no clube aquando da sua candidatura. onde está esse dinheiro? hehehe
e agora a culpa é dos outros, não me lembro de nenhuma conferência de imprensa dos jogadores a pedir dinheiro, também se falava em ordenados em atraso mas não tanto como agora e além de mais o orçamento do Varzim na altura era muito superior ao deste ano e andava a lutar pela subida. este ano até tenho vergonha de ver o Varzim com aquelas camisolas deslavadas (eu próprio com o grupo de amigos que jogo tenho melhores equipamentos). Que fique claro que não sou defensor da politica do antigo presidente (senhor dos aneis), mas com tantas promessas antes das eleições e no fim as coisas estão bem pior.
Saudações Varzinistas

Socio nº 1300 e qualquer coisa agora não tenho o cartão à mão