6 de outubro de 2010

Notáveis varzinistas, uni-vos!

Quatro dias de suspense. Quatro dias de esperança. É o que nos resta até sabermos se virá, afinal, a lista que poderá vir a formar nova direcção depois do próximo dia 23.
Já não é mais tolerável esta deriva a que o Varzim está entregue. Esta deriva que começou nos últimos tempos da anterior direcção, e que atirou o clube para um buraco financeiro sem fundo, e que não deu sinais de inversão durante a era Lopes de Castro que, desportivamente, é um reconhecido fracasso.
Quem vier, se vier, tem de estar pronto para refundar o clube. Não na perspectiva, em tempos, defendida pelos responsáveis políticos da Póvoa que afirmavam, desavergonhadamente, que o Varzim teria que viver à medida das suas possibilidades. Segundo tão privilegiados cérebros, isso poderia até passar por uma descida de divisão. Esqueceram-se esses (i)responsáveis que a disputa de um campeonato amador tem custos mais reduzidos, mas os patrocínios e apoios caem a pique. E as dívidas não desaparecem. Amontoam-se e tornam a governação uma tarefa impossível.
Perdoem-me os que me possam achar lírico, mas entendo que a refundação do Varzim deve passar, antes de tudo, pela recuperação dos seus ideais mais próprios: a raça e o querer das nossas gentes deve encontrar correspondência na atitude dentro das quatro linhas. Não podemos, em nenhum momento, descaracterizar-nos.
Por outro lado, é decisivo devolver a cidade ao clube, reconciliar os poveiros com a maior instituição desportiva do concelho. Já não chega dizer que o Varzim é o verdadeiro embaixador desportivo da Póvoa apenas nos belos discursos floreados proferidos em circunstâncias festivas.
Diz-se por aí que poderá haver um grupo de varzinistas disposto a assumir um projecto de direcção. Um cenário que para Lopes de Castro - em entrevista ao Póvoa Semanário - dificilmente se concretizará. Resta-nos, apenas, esperar. Olhando ao histórico recente, não seria de admirar que o Varzim ficasse, uma vez mais, órfão de corpos gerentes.
Foi isso que aconteceu nas últimas vezes em que o actual presidente se viu obrigado a prolongar funções. Também nessas alturas muito se especulou sobre eventuais presidenciáveis que, na hora do aperto, deixaram-se estar encostados no conforto da desresponsabilização pelo que pudesse, eventualmente, correr mal.
Uma coisa é certa: esta situação atingiu os limites do insustentável. As consequências estão à vista. O Varzim ainda não limpou a imagem de clube incumpridor perante atletas, funcionários e organismos públicos. Desportivamente, é a nódoa que se vê.
Quem vier - se vier - terá de ter tempo, responsabilidade e competência. É o mínimo que se exige. Mas se nem tudo correr conforme pretendido - se o desempenho desportivo não melhorar e se a situação financeira não se inverter - ninguém terá o direito de lhes apontar o dedo.
Quanto mais não seja pela coragem e pela disponibilidade de assumirem este barco em longo e lento naufrágio, mas que ainda não afundou.
Até lá, rege-nos a esperança de que virá, não um D. Sebastião qualquer, não um homem ou homens providenciais (porque desses há que duvidar a todo o tempo), mas um grupo de gente séria e empenhada que assuma os destinos do clube em exclusividade e com espírito de sacrifício.
Se vier alguém, haja abertura para ouvir as suas ideias, haja margem para que os sócios possam contribuir com a sua opinião.
Se vier alguém, que venha por bem. Se assim for, estou certo que os varzinistas estarão com eles.

18 comentários:

VHugo disse...

Não sou varzinista, mas tenho pena de ver o clube nessa situação!E pensar que foram os iniciadores da celebre frase: "Deixem jogar o Mantorras"

http://forcamagicoslb.blogspot.com/2010/10/ele-ha-palhacos-em-todo-o-lado.html

Anónimo disse...

Não percebo o motivo de se continuar a dizer que o clube está na mesma situação em que a direcção anterior o deixou. Parece-me que a última assembleia (ou as últimas) de nada serviu para algumas pessoas.
Também não entendo a razão para quem vier a seguir poder ser desculpada caso não consiga melhorar a situação do clube. Sempre apontaram o dedo a esta direcção. E o estado em que a mesma encontrou o clube na altura em que assumiu o comando era bem pior do que o actual. Quem vier a seguir até tem a vida facilitada, não vai encontrar a casa desarrumada como era hábito há alguns anos atrás... Além do mais tem um projecto preparado para arrancar, não vai ter o trabalho de começar tudo do zero.
"Quem vier - se vier - terá de ter tempo, responsabilidade e competência. É o mínimo que se exige."
Se o mínimo a exigir forem estes parâmetros então não é preciso mudar de direcção. Ou quem lá está não preenche estes requisitos?
"Quanto mais não seja pela coragem e pela disponibilidade de assumirem este barco em longo e lento naufrágio."
Esta parte também já está a ser cumprida por quem lá está.
Se houver alguém que cumpra os requisitos referidos mas ao mesmo tempo traga $$$$ para injectar no clube então será bem vindo! A direcção actual fez o que pôde neste aspecto (e em muitos outros) mas tudo tem um limite.

Anónimo disse...

So os fracos desistem so os fortes resistem ...

Força Enormissimo Varzim

ala arriba

mikika disse...

a direçao fez o que pôde?? ESta direçao nao tem jeito nenhum pra negocios...a saída do Marafona pelo que se diz,nao trouxe dinheiro,bem pelo contrario e ainda que tivemos que levar com o tal Tito ex Maritimo que dizem ser um craque (ainda nao vi nada de craque)...e com jeitinho o Salvador vai embora por meia duzia de euros,tanto é o jeito que esta direçao tem pra negocios.

Anónimo disse...

Oh mikika e senao fosse esta direcçao a esta hora varzim nao existia pensa nisso tambem.
Com a situaçao economica dos clubes vender jogadores a outros clubes sem ser aos 3 grandes ou 4 grandes com o braga é quase uma obra de deus.
E pelo que sei desde que esta direcçao entrou foi apartir daí que o varzim começou a vender jogadores porque antes nunca nenhuma direcçao vendeu.

Espero que apareça alguem mas parece pouco provavel o que é muito mau mesmo!

FORÇA VARZIM SEMPRE CONTIGO!!!

Anónimo disse...

Ja gostei menos desta direção claro que eles nao fizeram tudo correcto e talvez a pouca experiencia a nivel de tranferencias seja a grande lacuna desta direção ... Poderiamos ter ganho mais algumas croazinhas mas tambem foram encostados a parede no caso do Marafona

... Se nao aparecer ninguem sao eles que vao continuar nao se esquecam disso

Anónimo disse...

Em relação a transferências o varzim fez bons negócios, o yazalde desde que saiu do varzim apenas jogou bem no primeiro ano no rio ave, neste momento é um jogador vulgar,portanto do meu ponto de visto foi uma boa venda.o resto nem a jogar estão. podemos pedir muito dinheiro de jogadores que vão para as equipas como 3º GR e suplentes ou não convocados? nem tudo é tão linear quanto parece.

Zé S. disse...

A lacuna na rentabilidade financeira da nossa formação não é de hoje.
Quem chega a sénior do Varzim é o refugo das camadas jovens.
Os bons, aqueles cujos nomes nem são do nosso conhecimento, com tenra idade abalaram de BORLA para os grandes. Nem as indemnizações devidas se cobraram.
Isto já dos tempos dos apelidados PRESIDENTES COMPETENTES.
Os que existem e p'ra refugo estão a bom preço.

Eurico José A. Cunha disse...

Por várias razões antes enunciadas, este presidente não reúne o consenso da massa associativa póveira. Mas então porque razão ainda se mantêm? Eu respondo: Porque são pessoas competentes e responsáveis!!!
como foi dito em cima, competentes e de boas vontades são muitos os que podem encabeçar uma lista. Mas porque razão a competência dos novos que aí vêm ainda não os obrigou a fazer uma reunião como o actual executivo?
o varzim não precisa de líricos! precisa de trabalho e capacidade de reunir capital capaz de tapar o dito "Buraco".
economistas há muitos e contra mim falo eu que sou um deles, mas não tenho em vista uma forma sustentável e continua, para reunir capital suficiente para gerir um clube!

a formação e a prata da casa tem de estar muito bem protegida. não podemos servir os interesses dos grandes, temos de servir os nossos e para mim o maior erro histórico do varzim, foi a bajulação ao clubes grandes e se estão marimbando para os resultados desportivos do varzim. temos de ser capazes de transformar o varzim numa montra para os jogadores se mostrarem.
é verdade que o andre foi-se e pega lá varzim... mas temos de dosear bem estas situações e se não temos capacidade para pagar 4000 euros pagamos 400. e não é preciso ir ao brazil buscar jogadores, temos alí muitos bons a jogar no pelado de traz do campo.

agora o estádio... na minha humilde opinião, é que temos de ser mais realistas e menos sonhadores. vejam o gil? um estádio para as moscas. podemos fazer uma coisa mais pequena mas com melhores infraestruturas para os miudos da formação jogarem.
colocar os séniores a treinarem ao lado dos miudos para que estes possam ver onde podem estar. isto funcionaria como um incentivo para darem o que têm e o que não têm.
é preciso um projecto que consiga reflectir o presente e o futuro lado a lado, pois é isso que os próprios patrocinadores pretendem. ter a certeza que o varzim é um projecto virado para a longevidade e desportivamente sustentável.
de certeza que se assim for, os patrocinadores aparecem, pois ninguém quer patrocinar um clube que arranja soluções apenas para não fechar!!!

não sei quantificar a necessidade de financiamento para um projecto do tipo que eu falo, que vai de encontra com as linhas gerais do projecto do estádio, mas criar um clube que um jogador é jogador do varzim desde os 10 aos 40 parece-me muito atractivo, até mesmo para a própria câmara!

eu até já tenho um slogan para o projecto:

"Um clube que tem uma cidade a jogar à bola"

e é assim que eu conseguia devolver o varzim aos poveiros.

Abraços a todos

Anónimo disse...

Não tenho por hábito comentar o que os outros dizem, mas neste caso tenho que abrir uma excepção para o anterior comentador, saudando a sua intervenção. Não sei se tem razão na sua estratégia, ou se não. Também não é por isso que o saúdo. Faço-o por ser um dos poucos comentários em que algém tenta criar algo de construtivo.
Dito isto, nunca se esqueça que a maior parte dos sócios gostam muito do varzim, mas ainda mais da intriguinha miúda. Desde que ao domingo se ganhe, estão calmos. Não se esqueça também, que ninguém quer assumir o varzim com espírito altruísta, porque se assim fosse já se teriem disponibilizado para se reunirem com a actual direcção, pedindo para os enquadrar na realidade do clube.. Mas não, o que os move é menos varzinismo do que devia.. é projecção pessoal muitas das vezes.
Quanto a quem vai segurando o barco, não são perfeitos, mas quero acreditar que se não fossem sérios nunca teriam aguentado estes anos todos sem serem corridos. Quanto à competencia, falta saber se fariam melhor nas actuais circunstancias todos os que criticam. Se alguém tinha a solução, como varzinista tinha era que a apresentar!
Como outro comentador referiu, o varzinista parece que não percebe nada de bola.. Coentrão, 1 milhão, Jogador do Benfica e da Selecção Nacional. Yazalde, 600 mil, jogador de quem? Selecção de rugby? Tenho a ligeira impressão que quem fez mau negócio foi o Rio Ave, não?

Anónimo disse...

Talvez se Yazalde tivesse optado por jogar no Vitoria de Guimarães em vez do Sc Braga tivesse melhor na sua carreira futebolistica , Talvez se o Jesus nao desse a mao ao Fabio Coentrao ele nao era o que é agora , Talvez se Yazalde fosse representado por Jorge Mendes e não por Amaro as coisas fossem diferentes ,


7 de Outubro de 2010 15:41
Ananomio quem dera ao Varzim ter agora o ponta de lança que jogasse metade do Yazalde .


Fala um socio que com ou sem temporal deixou o sofa e foi a freamunde .

Anónimo disse...

Como socio compreendo que só queremos ver o nosso varzim a ganhar e bem financeiramente, mas alguma vez o varzim teve bem financeiramente? Em tantos anos que coheço o varzim (pelo menos 30 anos)numca vi o clube com dinheiro,deveu sempre a tudo e a todos,os outros presidentes tiveram sempre muito apoio da camara (ex. lidio marques). Esta direcçao como nao foi a missa com este presidente prontos nada de ajuda.A camara nao tem dinheiro, tem conhecimentos, que arranje patrocinios, que esta direcçao agradece.

Anónimo disse...

Um ponta de lança que jogasse metade do Yazalde? Bem podem meter lá o melhor do mundo que ele sozinho não vai fazer nada. Há pelo menos um ponta de lança no Varzim que tem feito o trabalho de casa como deve ser e isso vê-se nos treinos. Mas, enquanto a equipa no seu todo não produzir jogadas ofensivas para o ponta de lança finalizar, não há milagres.

Fala um sócio que também foi a Freamunde.

Anónimo disse...

pedrinho(academica),bruno miguel(leiria),chico(romenia-farul),roberto(guimaraes),marafona(maritimo),yazalde(rio ave),andre andre(corunha),bruno conceiçao(beira-mar),ricardo(academica),neto, com bons ou maus negócios QUEM APOSTOU NELES....???????? as antigas direcçoes NÂO FOI. e vem ai novas fornadas,salvador agra,rui coentrão,gonçalo graça,hugo costa,rafael lopes,mario cunha.... NÂO critiquem APOIEM os nossos rapazes

Anónimo disse...

bem visto e lembrado...ao preto no branco ...que bonitas palavras.... mas disso tá o mundo cheio...um letrado tanto fala bem como se for preciso manda o chefa da tribo às favas....entendido...alertar para quê? assumam-se os que só aparecem para criticar ...mas tragam money, ferro, pilim, graveto, aço, carcanhol, etc...numa só palavra DINHEIRO...no sábado lá estarei com a minha lista...mas das páginas amarelas que os escravos que a PT contratou para entregar porta a porta

Anónimo disse...

Quem é o Rui Andre o Bruno Moreira ou o Rafael Lopes ?

Anónimo disse...

O Cicero nao tem clube...jogava de cadeirao se viesse. Nao temos ninguem pra bater livres,pra rematar á baliza e com qualidade no ultimo passe...mas continuem a ir buscar reforços de qualidade duvidosa ;)

Anónimo disse...

Cicero que va para o homem do leme beber ou que peça a reforma ... O tempo dele ja passou tantos cavalos baratos que o varzim pode ir buscar nunca se engana num .